Educação

O conjunto de publicações, artigos, estudos, relatos de experiências e outros documentos reunidos nessa seção pretende contribuir com o debate sobre temas e questões atuais da educação brasileira, assim como disseminar informações atualizadas sobre o contexto educacional. Aqui podem ser encontrados materiais relativos à educação básica, avaliações educacionais, experiências de projetos de leitura e escrita, além de artigos de especialistas e teóricos da educação.

 Visualizar Arquivo  Leia

A publicação “Informe de Pesquisa nº 1 - Os municípios e a qualidade das escolas na segunda etapa do Ensino Fundamental: as regularidades e as exceções do desempenho no Ideb” analisa, por meio dos resultados do Ideb, relações entre qualidade da educação no Ensino Fundamental II em escolas públicas municipais e características relacionadas à sua localização: unidade da Federação e, especialmente, grandes regiões e região de influência. Com isso, pretende-se apreender tanto regularidades que marcam as relações entre desigualdades regionais e educacionais, quanto os casos que rompem com essas regularidades, por apresentarem indicadores positivos de qualidade em contextos regionais marcados por resultados negativos.

 Visualizar Arquivo  Leia

Esse Informe apresenta os resultados de um levantamento realizado em 2009 que se propunha a identificar as práticas e habilidades de leitura, escrita e matemática entre os jovens brasileiros de 14 a 19 anos, residentes em 9 regiões metropolitanas do Brasil, utilizando a metodologia do INAF (Indicador Nacional de Analfabetismo Funcional).  A partir dos primeiros resultados apresentados, que apontavam para uma distorção entre as defasagens de ensino desses jovens e a percepção desse público sobre elas, a pesquisa se propõe a identificar se esse fenômeno pode se dar pela escassez de demandas cotidianas relacionadas ao domínio da leitura e da escrita, seja na escola, na família, no trabalho e em outras vivências cotidianas.

 Visualizar Arquivo  Leia

O estudo Acesso, permanência, aprendizagem e conclusão da Educação Básica na idade certa – Direito de todas e de cada uma das crianças e dos adolescentes, faz uma análise do perfil das crianças e dos adolescentes fora da escola ou em risco de evasão no Brasil e aponta as principais barreiras que levam a essa situação. Também apresenta uma análise das principais políticas públicas de enfrentamento à evasão e ao abandono escolar e faz uma série de recomendações.

A análise do relatório é baseada em estatísticas nacionais. Segundo a Pnad/2009, cerca de 3,7 milhões de crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos de idade estão fora da escola no Brasil. Desse total, 1,4 milhão têm 4 e 5 anos; 375 mil, de 6 a 10 anos; 355 mil, de 11 a 14 anos; e mais de 1,5 milhão de adolescentes têm entre 15 e 17 anos. O Censo 2010 confirma essa situação.

 Visualizar Arquivo  Leia

Esse trabalho aborda os mecanismos produtores de desigualdades educacionais no município de Teresina, Piauí, por meio da análise de três dimensões do quase-mercado educacional: as diferenças na oferta educacional entre as diferentes redes de ensino (privada, pública-estadual e pública-municipal); os mecanismos de distribuição dos alunos nas escolas dessas redes; as relações entre as desigualdades socioespaciais e as desigualdades educacionais.

O estudo descreve e analisa quatro processos produtores de desigualdades educacionais, aborda os avanços e limites da política municipal de educação e, por fim, discute como as redes estadual e municipal mantêm relações de concorrência e interdependência, sendo que a rede municipal ocupa um lugar mais forte e a estadual, um lugar mais fragilizado no quase-mercado local.

 Visualizar Arquivo  Leia

O Informe apresenta resultados parciais de uma investigação que teve por objetivo explorar relações com a escola de famílias moradoras de territórios de alta vulnerabilidade social. Examina práticas educativas de um grupo de oito mães, caracterizado por realizar fortes investimentos na escolarização dos filhos, mesmo que expostas a grandes riscos sociais. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas semiestruturadas e da observação das famílias, na periferia da Zona Leste de São Paulo. A análise foi realizada através de retratos sociológicos.

As conclusões mostram que as mães empreendem alguns esforços, dentre outros, para a escolha do estabelecimento de ensino, o acompanhamento da rotina escolar e do dever de casa e o controle das interações sociais dos filhos com o território.

O que fazemos

  • Assessoria as políticas educacionais, sociais e culturais
  • Formação de agentes educacionais, sociais e culturais
  • Implementação de programas e projetos
  • Produção e disseminação de conhecimento

Como fazemos

Nossas Redes

Abong Rede Nossa São Paulo Rede primeira infância Todos Pela Educação